Como montar um portfólio de programador

0

O portfólio é um dos itens mais importantes na hora de procurar emprego e mostrar do que é capaz. É nele que você tem a chance de dizer: “é isso que eu sei fazer”. Por isso, fazer um portfólio adequado e completo é uma forma de se colocar à frente no mercado de trabalho e surpreender recrutadores e clientes na seleção. Com tudo isso em mente, como fazer um portfólio realmente surpreendente e eficaz? Algumas dicas podem ajudar a construir essa ferramenta.

portfolio

Exponha suas melhores habilidades de forma prática

Em primeiro lugar, ao invés de listar seus conhecimentos, cursos concluídos e informações sobre sua formação, porque não fazer uma descrição de forma prática em um site próprio?

Ele pode mostrar sua marca pessoal, seja em uma construção “do zero” ou personalizando temas. O importante é utilizar um código limpo, que garanta uma boa experiência ao usuário e um design atraente. Além disso, vale a pena deixar claros alguns traços da sua personalidade – pessoal e profissional.

Seja claro e objetivo

Algumas informações são extramente básicas e não podem faltar em seu portfólio. Além do visual, que já “fala” por si sobre o criador do material, é imprescindível criar algumas sessões. Veja algumas dicas abaixo.

  • “Quem eu sou” – Inclua uma breve apresentação, deixando claro quem você é. Cabe aí destacar certificações importantes e o tipo de trabalho que você desenvolve e procura. Não se esqueça de enfatizar suas melhores qualidades: o que faz de você um profissional diferente de todos os outros? Além disso, no texto é possível apostar em um tom mais pessoal que dê dicas sobre sua personalidade: é mais engraçado? Criativo? Craque em cumprir prazos apertados? Mostre o que você tem de melhor.
  • “Trabalhos e Projetos” – Quais foram os projetos que você desenvolveu e merecem destaque? Quais linguagens de programação você realmente domina? Caso sua experiência não seja tão ampla, mostre alguns materiais que desenvolveu durante suas formações. No entanto, não se esqueça de fornecer o contexto do projeto e os resultados obtidos.
  • “Contato” – Outra forma de mostrar suas habilidades práticas: inclua formulários para facilitar o envio de mensagens e acesso ao download do seu currículo. Um item que já faz parte das avaliações de empregos são os perfis em redes sociais. Vale a pena incluir os links para acesso às suas páginas pessoais. Só não se esqueça de manter os perfis atualizados, especialmente as descrições profissionais.

Tenha um currículo enxuto e de fácil leitura

De nada adianta incluir um currículo de quatro páginas anexo ao seu site. Deixe em evidência seus pontos fortes e as informações mais importantes sobre sua formação e experiência de trabalho. De resto, o site em si pode falar sobre suas capacidades. O portfólio é justamente uma ferramenta de complemento ao currículo, para que o entendimento sobre suas habilidades seja mais visual e prático.

Criatividade e revisão

Por fim, aposte na criatividade para chamar atenção para o seu conteúdo. Que tal incluir um vídeo apresentação no site? Uma página de acesso aos seus principais trabalhos ou até mesmo um texto temático que demonstre seus conhecimentos em uma linguagem específica de programação?

Só não se esqueça de revisar todo o conteúdo para garantir que nenhum erro de ortografia – e muito menos de programação – passe despercebido.

Depois disso tudo, é só encaminhar seu portfólio para as empresas que você realmente deseja trabalhar e ficar na torcida para ser chamado para uma entrevista. Afinal, uma boa apresentação facilita o trabalho do recrutador para avaliar seu perfil de acordo com o perfil da vaga disponível.