Programador, aprenda a montar o portfólio perfeito

0
portfolio perfeito

Ele é a sua carta de apresentação. O documento que deve causar impacto e falar tudo – ou boa parte – sobre seu conhecimento. O portfólio é um dos itens mais importantes na hora de procurar emprego ou se apresentar para os clientes. Na carreira de programador, o item se torna indispensável, já que é por meio dele que você diz: “é isso o que eu sei fazer”. Por isso, o portfólio precisa ser completo e sem falhas. Dessa forma, ele vai chamar a atenção de recrutadores e potenciais clientes. Confira nesse artigo as dicas para montar um portfólio perfeito.

Demonstre suas habilidades

O que surpreende mais: uma lista que diz o que você sabe fazer para montar um site ou um site, de fato, completinho, com todos os códigos que você domina? Mostrar suas habilidades de forma prática é uma ótima forma de atrair atenção.

Que tal então construir um site para apresentar seu currículo? Inclua informações sobre os cursos que você concluiu, destaques da sua formação e experiência profissional. Mas tudo isso de maneira dinâmica e criativa, utilizando as linguagens de programação que você já domina.

Uma dica importante: utilize um código limpo, que garanta uma boa experiência ao usuário e um design atraente. Além disso, vale a pena deixar claros alguns traços da sua personalidade – pessoal e profissional.

Seja breve e vá direto ao ponto

Sem rodeios. Impressione no primeiro clique, no primeiro acesso, na primeira frase. Algumas informações são extremamente básicas e não podem faltar em seu portfólio perfeito. Não esqueça de incluir os dados listados abaixo.

  • Apresentação – deixe claro quem você é. Destaque certificações importantes e o tipo de trabalho que você desenvolve e procura. Não se esqueça de enfatizar suas melhores qualidades: o que faz de você um profissional diferente dos outros? É possível, por exemplo, usar um tom mais pessoal que dê dicas sobre sua personalidade. Você é mais engraçado? Criativo? Craque em cumprir prazos apertados? O texto e a experiência do usuário com seu portfólio perfeito podem deixar isso claro.
  • Experiência – No que você já trabalhou, seja na área de programação ou fora dela, que contribuiu para sua experiência profissional? Quais foram os projetos que você desenvolveu e merecem destaque? Lembre-se de especificar as linguagens de programação que você realmente domina. Caso sua experiência não seja tão ampla, mostre alguns materiais que desenvolveu durante suas formações. No entanto, não se esqueça de fornecer o contexto do projeto e os resultados obtidos.
  • Contato – O recrutador ou o cliente precisam entrar em contato com você. E passar essa informação para eles é uma ótima forma de mostrar suas habilidades práticas. Inclua formulários para facilitar o envio de mensagens e acesso ao download do seu currículo. Um item que já faz parte das avaliações de empregos são os perfis em redes sociais. Você pode incluir os links para acesso às suas páginas pessoais. Só não se esqueça de manter os perfis atualizados, especialmente as descrições profissionais.

Portfólio perfeito, currículo objetivo

De nada adianta incluir um currículo de quatro páginas anexo ao seu site. Ele deve ser enxuto e de fácil leitura, cumprindo uma ordem cronológica que facilite o entendimento. Deixe em evidência seus pontos fortes e as informações mais importantes sobre sua formação e experiência de trabalho. Lembre-se que o site em si pode falar sobre suas capacidades. O portfólio é justamente uma ferramenta de complemento ao currículo, para que suas habilidades apareçam de forma mais visual e prática.

Seja criativo e não esqueça a revisão

A profissão de programador, muitas vezes, exige criatividade. Mostre a sua ao montar seu site. Que tal incluir um vídeo-apresentação na página? Ou uma página de acesso aos seus principais trabalhos? Quem sabe um texto temático que demonstre seus conhecimentos em uma linguagem específica de programação? Só não se esqueça de revisar todo o conteúdo para garantir que nenhum erro de ortografia – e muito menos de programação – passe despercebido.

Certamente com essas dicas você vai montar um portfólio perfeito – ou chegar muito perto disso. Aí é só encaminhar o material para as empresas onde você realmente deseja trabalhar e ficar na torcida para ser chamado para uma entrevista. Afinal, uma boa apresentação facilita o trabalho do recrutador para avaliar seu perfil de acordo com o perfil da vaga disponível. Para saber como se comportar em uma entrevista de emprego para programador, leia nosso artigo sobre o assunto.