Até 2024, tecnologia deve abrir 420 mil novas vagas de emprego

0
emprego

O Brasil tem atualmente 13,4 milhões de desempregados, ou seja: 12,7% da força de trabalho. Mas uma área permanece com oportunidades abertas e em crescimento: a tecnologia. São atualmente 5 mil vagas de emprego abertas apenas em startups (empresas nascentes). Considerando toda a área de tecnologia brasileira, as companhias poderiam abrir até 70 mil novas vagas em 2019. É muita coisa, não é? O problema, no caso desse segmento, é outro: a falta de profissionais qualificados.

Uma área em crescimento

O grande número de empregos disponíveis no setor tem alguns motivos. Um deles é a criação de novas empresas de tecnologia – demanda que surge justamente pela forma como temos consumido tecnologia atualmente. Segundo a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), apenas entre janeiro e abril deste ano, cerca 2 mil empresas foram fundadas nesse setor. A expectativa até o fim do ano é de que mais 3 mil empresas comecem a operar. Além disso, até 2024, 420 mil vagas de emprego devem ser abertas, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).

Oportunidade para quem está ligado

Como fechar essa conta entre o déficit de profissionais e o número de vagas de emprego? Com conhecimento. Primeiramente, é preciso saber que as universidades formam, em média, 45 mil profissionais ligados à área de tecnologia por ano. Por isso, os cursos de graduação não são capazes de atender a demanda. Dessa forma, quem procurar por formações livres, em cursos rápidos, certamente vai se destacar.

As empresas, inclusive, estão mais abertas para profissionais de nível técnico. O que vale, é a competência e não o diploma. Isso é avaliado até mesmo no processo seletivo, que muitas vezes inclui desafios digitais e enigmas. Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, Mateus Pinho, diretor de marketing de uma empresa de recrutamento, destacou esse posicionamento das empresas. “O mercado está abraçando novos perfis, não pode fechar o funil. “É a hora de aceitar uma formação mais multidisciplinar.” Isso significa que um candidato pode chamar a atenção de um recrutador na área apenas com um curso online ou uma especialização de curta duração.

Onde me formar?

Uma das dicas mais informações na hora de escolher a formação em tecnologia é verificar se o curso é reconhecido pela Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro). Isso garante a qualidade e idoneidade do conteúdo. Além disso, verifique a duração, os módulos (quais são as linguagens abordadas, por exemplo) e a forma de ministração das aulas. A Jornada de Formação em TI da Uniprogram é um curso completo, à distância, que oferece uma base sólida para quem quer trabalhar com tecnologia. Você pode conferir mais detalhes sobre o curso nesse link.